Todos sabemos que as proteínas são fundamentais para o bom funcionamento do nosso corpo, mas a ideia de que só podemos obtê-las nos alimentos de origem animal está longe de ser verdade. Uma dieta variada é a melhor forma de conseguirmos atingir as quantidades necessárias, portanto, segue uma lista com cinco opções de alguns dos vários alimentos ricos em proteínas vegetais:

 

Quinoa
A quinoa é uma ótima fonte de proteínas, carboidratos de baixo índice glicêmico, vitaminas, gorduras boas, fibras e minerais. Os grãos possuem todos os aminoácidos essenciais, tornando a quinoa um alimento com proteína de elevado valor biológico. Ela pode ser consumida na forma de grãos, flocos e farinha, e por isso, podemos variar o seu consumo, utilizando-a na preparação de pães, bolos, saladas, risotos, recheios e sopas.

 

Lentilha
A lentilha é um alimento de baixo valor calórico e é rica em proteínas, ferro, cálcio, potássio e fibras. Elas são excelentes para serem acrescidas em saladas, pratos recheados, sopas e preparações cozidas.

 

Grão-de-bico
O grão-de-bico é uma ótima fonte de proteínas e repleto de triptofano, o aminoácido responsável pela produção da serotonina, famosa substância que garante a sensação de bem-estar. Ele tem baixo índice glicêmico e pode ser consumido em saladas, ensopados, germinado, na forma de homus ou através de sua farinha.

 

Tofu
Conhecido por ser uma opção de “queijo vegetal”, o tofu é produzido a base de soja e uma ótima fonte de proteínas. Ele é rico em isoflavonas, que são compostos que auxiliam na redução colesterol total e do LDL colesterol, que é o colesterol ruim. Pode ser utilizado grelhado, ensopado, na forma de salada, cremoso e também como recheio de massas e pizzas.

 

Feijão
Frequentador assíduo na mesa do brasileiro e eterno companheiro do arroz, o feijão é uma das principais fontes de proteína da população brasileira. A combinação do feijão com o arroz é o que podemos chamar de casamento perfeito pois os aminoácidos essenciais se completam. Seus grãos são uma excelente fonte de ferro, fibras, carboidratos complexos e substâncias antioxidantes. Eles também podem ser consumidos em saladas, bolinhos, cozidos, sopas e caldos.

 

Não esqueça! Para garantir uma alimentação equilibrada, adequada e de qualidade nutricional, consulte sempre um ótimo profissional nutricionista.

 

Esse texto foi escrito pela nutricionista Carolina Ponzio.